sexta-feira, 28 de novembro de 2008

MADRUGADAS

DE LISBOA

A vida para ser aventura
É autêntico e íntimo segredo
Segredo e aventura, que perdura
Anos sessenta
Do campo não ficou saudade
Em Lisboa desembarquei
Iniciava a fazer parte da cidade
Aventura com que sempre sonhei
Nas Portas de Santo Antão comecei
Como aprendiz então
Vais à Avenida da Liberdade:
Ordenou o patrão!...
Liberdade, queria,
Onde ficava a Avenida, não sabia
Depressa disse:
Absorveste rápido o que ensinei
Aprendeste, é assim a vida!
Ficas com a chave
Vais trabalhar na “Ginjinha Avenida”
Junto ao Parque Mayer
Mesmo edifício do “Café Lisboa”
Folgas, na semana, um dia
O mesmo que te reservei
Mais, cem paus acrescentarei
Para folgares e entrar
Às dez da noite de Quarta
Fechas às duas do dia seguinte
Regressava, feliz Avenida abaixo
Depois Rua do Benformoso
Passava o chafariz
A seguir
A íngreme Calçada do Monte subia
Largo da Graça e Rua de Santo António
Travessa da Bela Vista, onde vivia
Perto das cinco do outro dia
Por vezes, a porta abria
Na madrugada, a Avenida descia
Nos Restauradores
Trabalhadoras nocturnas de esquinas
Viam-me como se fora freguês indigente
Encontrava-as bamboleantes, traquinas
Ignoravam-me, de repente
Porém, deviam conhecer-me
Ora as meninas!...

Daniel Costa

19 comentários:

Carlos II disse...

Excelente o retrato de Lisboa e de uma certa vivência. Também eu me iniciei na rua do crucifixo num escritório de advogados, a minha vida profissional depois de fazer os estudos secundários.

Conheço todos esses cantinhos. Descrito em verso é obra!

Bom fim-de-semana

Ana Martins disse...

Caro Daniel,
Um vida contada entre poesias e textos fantásticos, não é fácil!

Sinceros parabéns.
Beijinhos e bom fim de semana.

poetaeusou . . . disse...

*
belo poema, amigo,
parabens,
,
É varina, usa chinela,
tem movimentos de gata;
na canastra, a caravela,
no coração, a fragata.
,
abraço,
,
*

Val Du disse...

Daniel, que poema lindo.

Beijos.

ANA DINIZ disse...

Amigo Daniel.

Transporto-me no espaço-tempo e visualizo-te em fase do alvorecer... Respiro o ar da Lisboa noturna e novamente sinto na pele um vínculo espetacular com esta terra.

Lux.

Beijinhos.

Bandys disse...

Daniel,


Que em seu caminhar e também
em todos os momentos de sua vida,
você possa ter como companheira
fiel, a mais bela das conquistas:

"A SUA FELICIDADE"

beijos e uma sexta de muita paz

SÓ EU disse...

Não conheço Lisboa, mas pelo que você escreveu gostei muito.
Vem me visitar hoje?
Beijos,
Lucienne

intimidades disse...

madrugadas da cidade mais linda

Jokas
Paula

Laura disse...

É obra sim, como diz o carlitos dos iis, e as trabalhadoras nocturnas!... belo nome e que giro... Muito lindo, mas não conheço Lisboa assim tão bem. sai de lá pequenita..beijinho da laura..

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Nossa, me senti andando em Lisboa; visitando os lugares que citaste; fazendo um tour...Será que acontecerá de verdade, um dia?
Assim que tirar umas boas férias, compro um pacote turístico e vou tomar um vinho contigo, rssss.
Beijos, Daniel!!!

Marta disse...

Um retrato perfeito de Lisboa...
Obrigada pela partilha e pela visita ao meu blog
Beijos e abraços
Marta

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Daniel:
Fiz postagem no Galeria e publiquei várias coisas no Poemas e Canções. Apareça por lá.
By the way, esse poema seu é muito bom, assim vc me supera (risos).
Um beijo,
Renata

Mariana disse...

Reportei-me à sua linda Lisboa.
Ótimo texto.
Beijo e bom final de semana.

Marta Vasil disse...

Passei aqui para lhe dizer bom Domingo e para lhe dizer também:

Como fluem tão bem as palavras em verso no conto de bocadinhos de sua vida!...

MV

EternaApaixonada disse...

*****

Daniel, caro amigo do coração

Hoje consegui postar e passar nos blogs amigos.
Obrigada pelas palavras que foram direto para meu coração. Você é muito querido!
Obrigada por mais um "tour" por Lisboa. Creio que estou me acostumando mal aqui... Um dia pego um avião e vou conhecer in loco tudo isso... e, claro abraçar os amigos que aí fiz!
Até lá aproveito cada centimetro desse seu cantinho!
Meu carinho e votos que tenha uma ótima semana!
Beijos

*****

LuzdeLua disse...

Acompanhei cada passo teu, nas palavras muito bem colocadas.
Linda postagem

"Quem foi que assim nos fascinou para que tivéssemos um ar de despedida em tudo que fazemos?"

Amigo, passando para te deixar um abraço e dizer que vou ali e já volto. Algo dói aqui dentro e preciso ver o que será de perto.
Peço apenas que não esqueça meu cantinho, para que me ajude a fazer do retorno uma festa.
Deixo um beijo com carinho e a certeza de que fazes parte da minha vida.
Até a volta em breve
Beijos

Laura disse...

Um beijinho de domingo que amanhã é...domingo outra vez...laura..

Anja Rakas disse...

Ora...queria era ser a banda a passar e de leve beliscar teu rabiosque...e...prontos..já te conhecia.

beijos

Desnuda disse...

Maravilha, ler em forma poética a realidade das suas lembranças, Daniel!


Grande beijo e lindo fim de semana!